Entrada

O Poema

I Ching

Arquétipos de Numerologia

Marcas Formais

A Cultura Paralela

O Autor

Transcrições

Bibliografia

Livro Humaníadas:

1.      Humaníadas
2.      A Sombra da Espera
3.      Coração da Vida
4.      As Grutas da Madrugada
5.      Corpo de Sonho e Madrugada
6.      Na Carne da Palavra
7.      O Deus de Cada Dia
8.      Um Ignorado Olhar
9.      Tectos de Liberdade
10.    O Sabor dos Dias
11.    Horizonte
12.    A Mansão da Infinidade
13.    Os Cambiantes da Voz
14.    Portais da Plenitude

Outra Poesia

   - Livro Clarins de Alvorada
      Parte 1 ALVORADA
      Parte 2 MADRUGADA
      Parte 3 ALVOR
      Parte 4 ANTEMANHÃ
      Parte 5 AMANHECER

   - Livro À Luz da Candeia
       À Luz da Candeia

   - Livro No Trilho Secreto dum Imortal
      No Trilho Secreto dum Imortal

   - Livro Uma Réstia de Sol
      Uma Réstia de Sol

   - Livro Caminho Novo
      Caminho Novo

   - Livro Brindemos
      Primeiro Brinde Quadras de agir
      Segundo Brinde Quadras de amor
      Terceiro Brinde Quadras de realidade
      Quarto Brinde Quadras irregulares
      Quinto Brinde Poemas do dever
      Sexto Brinde Poemas irregulares
      Sétimo Brinde Poemas de factos
      Oitavo Brinde Sonetos

   - Livro O Amor dos Caminhos
      Trilhos de Amor
      Trilhos de Sonho
      Trilhos do Dever
      Trilhos de Ser
      Trilhos em Contrapé
      Trilhos das Estrelas
      Trilhos Polares
      Trilhos da Lonjura
      Trilhos em Contramão
      Trilhos Batidos

   - Livro A Santa Idolatria
      Primeira Idolatria Quadras de amor
      Segunda Idolatria Quadras do ser
      Terceira Idolatria Quadras do dever
      Quarta Idolatria Quadras da utopia
      Quinta Idolatria Quadras ritmadas
      Sexta Idolatria Quintilhas
      Sétima Idolatria Sextilhas
      Oitava Idolatria Do relacionamento ao amor
      Nona Idolatria Do facto à realidade
      Décima Idolatria Da moral à ética
      Décima Primeira Idolatria Do sonho à utopia
      Décima Segunda Idolatria Da rima ao ritmo
      Décima Terceira Idolatria Sonetos
      Décima Quarta Idolatria Da ironia ao bom-humor

   - Livro Recanto de bem-querer
      Todo o ser de bem-querer
      Bem-querer que deve ser
      Sonho de bem-querer
      Felicidade de ser
      O dever de ser feliz
      Felicidade de sonho
      Recantos de vida outra
      O recanto irregular
      Recantos alongados
      O bem-querer a ser
      O dever de bem-querer
      Longo sonho de bem-querer
      Longos recantos irregulares
      Recanto clássico
      Recanto de ironia e bom humor

   - Livro Revelação
      Em passo contido
      Ao gosto do povo
      Ao gosto ritmado
      Ser, ao gosto comum
      Dever, ao gosto comum
      Ser, ao gosto ritmado
      Dever, ao gosto ritmado
      Vislumbres do Infinito
      Pequenos atilhos
      Sorrir com tudo

Ficção

   - Livro O Mais Que Perfeito Crime
      O Mais Que Perfeito Crime
   - Livro O Ministério dos Loucos
      O Ministério dos Loucos
   - Livro A Rua da Toca
      Rua da Toca
   - Livro Angola - Diário de Amor e Guerra
      Angola - Diário de Amor e Guerra
   - Livro Coro dos Aflitos
      Coro dos Aflitos

Ensaio

      Os Físicos na caça aos Gambozinos
      Inaugurar o Futuro
      O Professor ao Espelho
      Educar para o Devir
      A Caminho do Amanhã
      Tomar o Rumo

© 2005 - 2015 Bartolomeu Valente